terça-feira, 5 de abril de 2016

Amizade: Você Lida Bem Com A Felicidade Ao lado? Como Você Reage Ao Sucesso do Seu Amigo?

Olá Conectados,

 Esses dias fui convidada pela Bel Araújo, minha amiga youtuber, a fazer um vídeo com o tema: amizade. Fiquei alguns dias pensando no tema e filosofando com a Bel em longas conversas.

 Gravei o vídeo e o deixarei aqui. Afinal, pedido de amiga youtuber é ordem, para mim! ;) No entanto, creio que eu tenha mais dificuldade de expressar o que sinto ou penso em vídeo do que por meio da palavra escrita.
 Dessa forma decidi compartilhar também, aqui, no blog uma reflexão que venho desenvolvendo há algum tempo.

 Sempre ouvi, como verdade absoluta, a frase: Amigo é aquele que está ao seu lado nos momentos de dificuldade. 

 Obviamente que ter com quem contar é importante, é fundamental! 

 O que me intriga não é ver como amigos estendem a mão, no momento de dificuldade. Mas, perceber como pessoas próximas reagem ao sucesso ou à felicidade alheia. Tanto faz eu usar, aqui nesse texto, sucesso ou felicidade, já que eu considero Sucesso como ter aquilo que te faz feliz.

 Então, a reflexão que faço é: Aquele amigo que está ao nosso lado, na dificuldade, também fica ao nosso lado no nosso sucesso?  Estou perguntando se ele realmente joga no nosso time, se veste a camisa? 

 Quando alguém está bem, é o "rei do camarote", sempre tem a companhia de muita gente. Mas, essas pessoas que estão perto, estão realmente por amor ou por interesse?

 Tenho visto inúmeros casos de pessoas que crescem e começam a ser atacadas, de forma disfarçada, com indiretinhas, comentários maldosos, puxadinhas sutis de tapete... Tudo de forma muito discreta, que às vezes a pessoa atacada nem percebe os invejosos do lado.

 Quando estamos pequenininhos em um projeto, os haters são pessoas distantes. Mas, quando vamos subindo os degraus da escada que leva à realização do objetivo, os haters estão mais próximos. Porém, em muitas vezes, eles usam disfarces. A pergunta é, quem está ao nosso lado na infelicidade pode aguentar a nossa felicidade?

  A resposta parece obvia. Mas, não é. Já vi gente que consolou se transformar quando o consolado conseguiu aquilo que almejava. 

Essa é a reflexão que proponho hoje: Estamos sendo amigos também na conquista, na vitória, do outro? 

 Aguentamos o momento ruim dele porque somos leais ou porque podemos  ser fortes quando ele está fraco? É um jogo de ego? Suportamos ver o outro feliz... Conquistando mais coisas que nós mesmos?

 Estamos sendo quem sente orgulho porque o outro comprou um carro melhor que o nosso ou encontramos defeito no dele, só porque não temos um igual. Ouvimos atentos sobre a viagem fantástica que nosso amigo fez ou damos aquela alfinetadinha? 

 Estamos realmente felizes porque nosso amigo foi capa de um jornal pela tese que ele defendeu no mestrado, ou estamos comentando, pelas costas: "Também, não tem nem vida pessoal. Em alguma coisa tinha que usar o tempo disponível!"

 Essa é uma reflexão que devemos fazer sobre quem são os nossos verdadeiros amigos, mas também sobre nós mesmos. Sobre o quanto realmente somos bons amigos. O quanto desejamos o sucesso do outro.

 Que tenhamos amigos nos momentos difíceis, complicados. Mas, que quando alcançarmos o que buscamos, sejamos amados "também" pelos que estão próximos. 


2 comentários:

  1. Guii é muito constrangedor esse assunto sobre inveja, puxar o tapete, essas pessoas que fazem isso,mesmo de forma oculta,nunca foi e nunca será um amigo, mas uma pessoa maldosa incubada.
    Super post
    Beijo e sucesso minha linda

    ResponderExcluir
  2. Ótima reflexão Gui! Adorei.
    Sempre carrego comigo essa frase: Seja feliz com a felicidade do outro. Beijos

    ResponderExcluir

 
© Histórias de uma Coffebooklover - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thay Atallah.
Tecnologia do Blogger.