segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

After All This Time? Always! Após Todo Esse Tempo? Sempre!

Se você preferir leia esse texto ouvindo baixinho a esse som. ;)

 Olá Conectados!

 Há alguns dias faleceu o ator Alan Rickman, que interpretou esplendidamente Severus Snape na saga Harry Potter. Foi uma comoção nas redes sociais. Merecida! Mesmo quem nunca leu aos livros (são 7) conhece o bruxinho. Eu, confesso que não li todos, mas o desejo de terminar a saga está em minhas metas desde o ano passado.




 Com a morte do ator senti muita saudade da série e assisti novamente a alguns filmes. Uma frase que adoro, dita por Snape num momento muito importante da história, foi repetida constantemente nas redes sociais pelos fãs da saga. After all this time? Always. Após todo esse tempo? Sempre. O Ator também usou essa frase em um entrevista de TV, onde ele disse que  ainda estaria lendo Harry Potter mesmo quando chegasse aos 80 anos. Sua família o questionaria: - Após todo esse tempo? E ele responderia: -Sempre! =)



 Essa frase, esse pequeno diálogo na verdade, é tão lindo. É profundo e se encaixa em diversos aspectos de nossa vida. Quase todo mundo se lembra de alguém que amou, mesmo que já tenha passado um longo tempo sem nenhum tipo de contato ou notícias.

 Você é uma dessas pessoas que se pega pensando em alguém que há tempos já saiu da sua vida? Você tem até vergonha de contar a um amigo que ainda pensa naquela pessoa, pois ele certamente te diria: -"Nossa, mas após todo esse tempo"? E Você responderia," Sempre"?

  Pois é, por que será que algumas coisas são tão difíceis de serem esquecidas? Alguns sentimentos são tão eternos, não são? Quando esses sentimentos são correspondidos é maravilhoso. "Você ainda ama essa pessoa que está com você, mesmo após todo esse tempo? Sempre!" Sortudos os que fazem parte desse grupo.


 Quem se lembra com certa dor no coração ao pensar (do nada) em alguém que já amou é porque sente algo mal resolvido? O amor não acabou? O que vocês pensam? Eu penso que o amor, se é amor, não acaba. Ele se transforma. Ás vezes é possível amar para sempre. Você tenta esquecer com um novo amor ou com outro, embarca de coração em novos relacionamentos, mas de nada adianta. Você continua com o coração machucado pensando lá na outra pessoa.

 Há também aquelas situações em que você supera porque decide que acabou e transforma aquele amor em carinho, afeto ou em tristeza, desprezo. Isso depende da forma como a relação termina. Mas, eu creio que se é amor não acaba. Ele vira um outro sentimento que deve parar de doer com o tempo, mas impossível de ser esquecido.
Levantem Suas Varinhas Aos Céus, Perdemos Um dos Nossos!

  Se hoje você ainda pensa em alguém, após um longo período, provavelmente essa pessoa ocupou um lugar bem grande no seu coração. Fez morada ali e será difícil sair. Talvez você nem precise que ela saia. Talvez você possa compartilhar um lugarzinho do seu coração com ela e tudo que você precise fazer é ter certeza que a colocou num lugar onde não te doa.

 Eu sempre digo que quanto mais se quer esquecer, menos se esquece. Tentar impedir o coração ou a mente de pensar, de reviver memórias, é perda de tempo. É aumentar o tamanho do sentimento.

 O melhor a fazer é reconhecer que aquela pessoa construiu um lar em você e conviver com isso. Lembre-se dela vez ou outra. Permita-se sofrer um pouquinho quando aqueles flashes de memórias vierem. Sorria com algo bom que passaram juntos e chore por aquele momento que doeu. Deixe a nostalgia acontecer, esse momento não durará para sempre. Chore, grite, escreva, desabafe com o espelho e conte até 10. Depois que esse momento passar, respire fundo que ainda tem muito mundo pela frente.

 Beijos de saudades, mas sem dor, só alegria!

2 comentários:

  1. Adoro seus textos. Faz um texto sobre namoro a distancia. Beijo

    ResponderExcluir
  2. Ai Gui foi uma trsite perda mesmo! Eu sou fã da saga li todos os livros e assiti todos os filmes. Na verdade cresci com o Harry Potter :D Beijos

    ResponderExcluir

 
© Histórias de uma Coffebooklover - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thay Atallah.
Tecnologia do Blogger.