sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Mais Uma Sobre o livro S., de JJ Abrams e Doug Dorst

Olá conectados,

Para comprar S. com ótimo preço, clique aqui!


Eu não posso deixar que o ano acabe sem falar de S., o livro. Literalmente, " O Livro"! 

Essa leitura, foi uma das mais importantes de 2016 para mim, pois me fez conhecer e estar em contato com muita gente. Foram muitos emails, comentários, DMs e pessoas me procurando para falar de S.

Até brinquei no snapgram que a editora Intrínseca deveria me presentear com alguns livros por tantooooo falar de S. em minha vida. Não seria nada mal, hein! rsssss


Bom, mas vamos parar de blá blá blá que eu quero deixar aqui para vocês a relação de posts que já fiz sobre S., para ajudá-los a lerem essa obra incrível.

Ah, e vocês já sabem, qualquer dúvida é só falar comigo aqui ou nas redes sociais. @gui_margutti


Posts Sobre S., O Navio de Teseu de J.J. Abrams e Doug Dorst, aqui nesse blog:


Mas, afinal qual é a desse livro que está todo mundo comentando? Primeiro Post Sobre S.

Guia Completo com Vídeo Sobre Como Ler S., O Navio de Teseu. Segundo Post (Editado)

Baguncei todos os meus anexos do Livro S., e agora? Gui Me Ajuda!!!


Vídeos da Gui sobre o livro S., o Navio de Teseu e como usar a roda de Eotvos! Clique aqui.



Beijos e boa leitura!! <3


Para comprar S. com ótimo preço, clique aqui!



quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Indicações de Livros em 5 minutos!

Olá Conectados,

Então, sabem aquele dia em que a gente quer um livro para ler, mas está super sem inspiração?

Se sim, você está no lugar certo. Há um vídeo despretensioso, rolando na net, com várias dicas de livros legais. 

Então, bora assistir a esse vídeo de apenas 5 minutos, com várias indicações de livros legais?

É no canal da tia Gui Margutti (euzinha) ;D

Partiu?

Espero que gostem e não se esqueçam de falar comigo aqui ou nas redes sociais. 
Procure por @gui_margutti




sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Tão, Tanto, Quanto, Entretanto!

Aperte o play!

Ela amou tanto aquele homem. Ninguém nunca amou alguém tanto quanto ela.

Por ele, ela se apaixonou tão de verdade, que todas as paixões antigas foram de mentira.

Ele foi tão intenso e a quis tanto. 

Eles eram tão diferentes, mas gostavam das mesmas coisas. Falavam de tantas músicas e filmes. Era estranho o quanto gostavam de conversar sobre a segunda guerra mundial e sobre banalidades em geral.

Ele não entendia esse lance de física quântica, mas não ousava discordar. Eram intolerantes à lactose, mas quanto apreço tinham os dois por café.

Ninguém escreveu tantas cartas para ela, como ele. Ninguém fez os melhores telefonemas para ele, como ela.

Seu amor era tão cego, tão intenso e tão insano.  Quanto ciúmes ele tinha, mas o dele era diferente. O dele era tão alguma coisa especial.

A vida dela ficou dividida. Antes Dele, e Depois Dele.

Quis tanto aquele homem que poderia escolhe-lo, facilmente, a qualquer outra coisa. 

Gostaria de ter sido mais dona de si e menos dele. Mas, o tanto que ela o amava...

Não ficaram juntos. Seria coisa demais para mudar. Quanta coisa para enfrentar! 

Ele procurou consolo no violão e ela, tantas noites,  chorou ao léu. 

Tanto que se amaram, mas terminaram!

Ela não sabe dizer o porquê, só sabe do quanto.

No entanto, o tanto que se amaram não bastou.

Então, doeu. Que tanto!

Um dia talvez fiquem juntos, mas não por enquanto.

Apesar de tão triste, foram felizes pra valer! 

Constantemente, algo faz com que ela se lembre dele, e isso a faz sofrer.

Entretanto, hoje, ela sabe! 

Pode voltar a viver,não é o amor que machuca. É a falta dele!

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O Assassinato de Roger Ackroyd - Agatha Christie - Minhas Impressões.

Olá Concetados!

 Santa Catarina está vivenciando dias de chuva após chuva. Apesar de amar dias com garoa e ceu cinza (#soudessas), penso que já poderiam parar de fazer a dança da chuva, rss.
 Porém, chuva combina tanto com livros, romances policiais, livros ingleses, chá, café e jogos! Por isso, a dica de leitura de hoje é: O Assassinato de Roger Ackroyd, de Agatha Christie. 

Que final foi o desse livro? Quem leu?? " É estranho como as coisas terminam." 🔪💷📚📰
*Se eu estava certa sobre quem seria a pessoa que cometeu o crime? Não, eu estava errada!  
*Se eu gostei do final? Sim, Não!,Tô digerindo ainda!!!
*Se foi surpreendente? Simmmmmmmmm
*Se eu gostei do livro? Muitooo!

 A minha edição é da editora Globo, que tem uma diagramaçao super gostosa de ler e é composto por 296 páginas. O livro no Brasil foi traduzido com o título original. O Assassinato de Roger Ackroyd, The Murder of Roger Ackroyd, da autora Agatha Christie.
 A trama se passa em uma cidadezinha pacata de Londres e como todo lugar pequeno, todo mundo pensa saber da vida de todos.  Algumas más linguas diziam que a senhora Ferrars e o senhor Ackroyd pareciam estar tendo um caso. Curiosamente, ambos morrem. A senhora primeiro, e para surpresa de todos, depois, o senhor Ackroyd. Por sorte do destino, um detetive famoso, o belga Hercule Poirot, está passando sua aposentadoria na vila. Em companhia do respeitado doutor Sheppard, os dois vão desenvolver um jogo de investigação, onde todo mundo é suspeito.

 O #AssassinatoDeRogerAckroyd é um dos mais famosos #romancespoliciais da Agatha Christie. Foi publicado em 1926 e foi seu primeiro grande sucesso. Nele, está presente o estilo inconfundível de promover uma verdadeira salada de suspeitos, onde nos sentimos como verdadeiros detetives. 

 Um único detalhe me incomodou nesse livro. Eu havia desconfiado da pessoa que cometeu o crime investigado, mas a descartei em razão do seu alibi. Esse foi o único fato que me fez crer, durante a maior parte da #leitura, na inocência da(o) assassino (a). Porém, esse álibi foi  desmentido de forma, (ao menos para mim), estranha e rasa na história. Claro que é Agatha Cristie, mas alguem me entende?
 Essa mulher era demais de sensacional e Ôôô #livro gostoso de ler e viciante!!!Estou doida pelo próximo.
😉
.
4 Estrelinhas no meu 💖 pelo simples detalhe do álibi, mas se eu falar algo a mais seria spoiller. Leiam! ;D

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Livro Corte de Espinhos e Rosas da Sarah J Maas, Minhas Impressões!

Olá Conectados!

Vamos de dica de livros?

No mês que celebramos o dia das crianças, achei que seria justo indicar uma fantasia para adultos.

Posso dizer que eu como pequena conhecedora de fantasias (sim, quase não leio fantasias) adoreiiii!


Em minha opinião a melhor, dos últimos anos. Claro que isso é uma opinião própria e pessoal. Mas, acho que até os que não curtem tanta fantasia, poderão curtir....

Se liga na dica!

Aperte o Play!



quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Quero ir Para Paris! Quero Viajar! Eu Só Quero Tudo!

Olá Conectados!!

Bonjouuuuurr! Quero compartilhar com vcs mais um vídeo da viagem de Paris. Na verdade, um vídeo que fiz em Versailles, no Castelo de Versailles.

Que lugar encantador!!!

Mas, achei conveniente deixar umas palavras que disse lá na fanpage Coffeebooklover, para inspirá-los. Já que são tão reais essas palavras! 




Você quer ir para Paris? Então, se liga no que vou te dizer!!!
<3 Paris e a França? Quer conhecer? Quer voltar? Que lugares quer ir?
Qual o lugar dos seus sonhos? Vc pode realizar! Claro que pode. Basta Sonhar, Mentalizar e Realizar!
Sempre digo que '' O Universo dará um jeito de nos trazer tudo o que queremos muito".
O primeiro passo para mentalizar é ver, falar e ouvir muitooooo sobre o lugar! Buscar informações como se já estivesse indo.
Ler sobre o lugar que você quer ir, assistir videos sobre o lugar, salvar fotos, escrever, colar na agenda, no caderno, na geladeira e na testa, se for preciso.
Sonhe, mentalize, mentalize, mentalize... que o planejamento começará a surgir automaticamente!
Pode confiar! Como criança que confia no pai que prometeu um chocolate quando voltar do trabalho.  







Eu sempre soube que uma hora eu iria à Paris, mas não imaginava que seria em 2016. No primeiro dia do ano, costumo escrever tudo que quero realizar durante o ano. Todos aqueles desejos e sonhos, inclusive, emagrecer.
Não tinha a menor perspectiva de ir à Paris esse ano, queria ir para a Colômbia. Muito mais perto e mais barato.
Porém, ousei em colocar nas metas de 2016.
Para muitos, viajar à Paris é ir logo ali. É fácil e não exige nenhum esforço.
No meu caso exigia muitoooooo, mas pensei... "Eu vou!"
Troquei todas as minhas senhas por coisas que tinham a ver com Paris....
Comecei a escrever Bonjour Paris, todos os dias na minha agenda....
E não é que um mês antes das férias, sem a menor perspectiva de fechar Paris, apareceram umas promoções e condições favoráveis!?!?
Creia!
Foi a mesma coisa quando eu quis conhecer a neve, e quando eu quis outras coisas em minha vida.
Tudo aquilo que não aconteceu ainda, foi porque me esforcei pouco. Foi porque depositei minha energia de forma errada.
"Tudo aquilo que não aconteceu ainda, foi porque me esforcei pouco. Foi porque coloquei energia de forma errada."
Tudo aquilo que você quer realizar precisa começar de alguma forma e hoje.
Que tal começar anotando aí tudo aquilo que você quer realizar e todos os lugares que quer ir?
Lembre-se de acreditar, o como surgirá. Pode acreditar! Comece hoje com 1 real no pote, mas com 10 frases de " eu posso".
Lembre-se de mentalizar como se já estivesse indo....
Crie uma pasta inspiração, como se já estivesse indo, no celular, ou no computador, com dicas, fotos, frases... Uma pasta inspiração!
Partiu???
Tem uma playlist no meu canal com vários vídeos do #diariodeviagem #paris. Para assistir basta clicar no link! Espero que você sonhe, mentalize e realize!
Ah, e depois volte para me contar se fez isso mesmo! ;))
Clica aqui e me conta se gostou!



segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Anexos do Livro S. Como Encontrar as páginas correspondentes aos anexos No Livro S, Navio de Teseu de JJ Abrams e Doug Dorst e Outras Dúvidas.

Olá Conectados!

Todos os dias, eu recebo algum comentário sobre esse livro. Seja aqui no blog, no email, no instagram ou lá no youtube. 

Sim, eu já fiz diversos posts aqui, no instagram, no skoob e no youtube. Vou deixar todos os links aqui para vocês! Você sairá daqui totalmente pronto para desvendar S. ;_)





Inclusive, rolou até um sorteio bem legal lá no meu Insta e em breve, teremos um próximo, procure meu perfil no Instagram e fique ligadinho. 


Sorteio Realizado no instagram @gui_margutti



Bom... Maaaaas, hoje, atendendo a pedidos... Resolvi colar aqui uma tabelinha indicando as páginas correspondentes aos anexos, no final da postagem. 

Isso facilitará muito a vida de quem se perdeu ali, durante a leitura. Eu confesso que eu estava com muita preguiça de escrever página por página, porém recebi muitos pedidos de ajuda.

Sugiro que você também leia a principal postagem sobre S, aqui no link abaixo, e assista aos vídeos.

*Postagem completa com o Guia Para Ler S. (Basta Clicar)

*Vídeo Explicativo Sobre Como Ler S.



*Vídeo Sobre Como Usar a Roda de Eotvos




     Segue a Sequência de Anexos do livro S., o Navio de Teseu,  com indicação das Páginas.

 Observação Importante
    Alguns anexos vieram em páginas diferentes das páginas onde os personagens citam os anexos. Aqui, eu os coloquei na ordem que encontrei as citações correspondentes dos mesmos, para facilitar sua leitura! Sou legal, né???? ;D
 Por essa razão, há diferença nas indicações da tabela da Intrínseca. Como por exemplo o anexo 02. Eu o coloquei na pagina 10, onde Eric se refere ao episódio.  Mas, ele não veio nessa página, dentro do livro.

 Alguns "documentos", vieram em páginas, nas quais eu não encontrei a referência direta com a conversa nas margens, por isso mantive a ordem da editora. 


  1. Fotocópia de carta confidencial de Straka  - {VII}
  2. Jornal The Daily Pronghorn  {10}
  3. Lista em folha de bloco da Pollard University {011} Veio nessa página!
  4. Fotocópia da Revista de História e Humanidades de Toronto {21}
  5. Telegramas   {55} Vieram nessa página.
  6. Fotocópia colorida do jornal Lampa  {69}
  7. Carta de Desjardins   {86}
  8. Carta cinza de Jennifer para Eric {100}
  9. Cartão-postal "Lembrança do Brasil" {112}
  10. Fotografia de portal de pedra {131}
  11. Cartão-postal "Aves Nativas do Brasil" {178}
  12. Cartão-postal de palmeiras {190} Veio nessa página.
  13. Cartão-postal da praia de Ipanema {192} Veio nessa página.
  14. Cartão-postal "Pictorial Brazil" {201}
  15. Carta em papel pautado amarelo {203}
  16. Fotografia antiga de mulher {243}
  17. Obituário de F.X. Caldeira {256} Anexo dentro do cartão do macaco-prego
  18. Cartão de macaco-prego {256}
  19. Mapa dos túneis no guardanapo {307 }
  20. Cartão de Jean-Bernard Desjardins  {361} Veio aqui
  21. Carta p/ Eric em papel timbrado da Pollard State University Libraries {376}
  22. Carta de Ermelinda Pega {417} (ADorooooooo)
  23. Roda de Eötvös (Final do Livro)

E aí, como está sendo sua experiência com S.? Conta aí para mim, nos comentários! Abraçossss!
Olá conectados! Mais um vlog de Paris no canal!!


Há algumas curiosidades sobre a Catedral de Notre Dame, que eu só soube quando estive lá. 💖🗼

Posso compartilhar com você? Conte me aqui se você já sabia?! ;D

No final do post tem o link do meu Diário de Viagem, para que você possa assistir ao vídeo.

*Notre Dame significa Nossa Senhora, ganhou esse nome para homenagear a mãe de Jesus.

*Começou a ser construída em 1163 (853 anos!!!) e levou quase 200 anos para ser inicialmente construída.

*É lá que está o Marco Zero de Paris e de toda a França. ( No Vídeo eu mostrei )
;)
*Não precisamos nem citar a arquitetura, pois isso já daria um vídeo inteiro. Mas, seu estilo gótico é maravilhosamente imponente, com suas dimensões, gargulas e vitrais com rosáceas lindas.

* Foi palco de grandes momentos da história da França. Ali, Joana Darc foi beatificada, e Napoleão foi coroado. Naquela cena bem Napoleão de ser, onde ele toma a coroa das mãos do Papa e a coloca em sua cabeça, com suas próprias mãos. =O (Redundante, mas necessário, rss)

* A Catedral também inspirou um dos maiores romances da literatura mundial, O Corcunda de Notre Dame, escrito por Victor Hugo, em 1831.
Você sabia que o livro, inicialmente, tinha o nome de Notre Dame de Paris e pouco tinha a ver com o querido Quasímodo da Disney? Porém, Victor Hugo, que era um cara bem esperto, aceitou mudar o título após a sugestão de um editor inglês. ;D

* Na foto acima, você verá esculturas de vários reis na frente da Catedral. Esses reis tiveram suas cabeças arrancadas durante a Revolução Francesa. Eles foram confundidos pelos revolucionários com reis franceses. Mas, na verdade eram Reis da Judeia. 🙊😲 Depois as cabeças foram reconstruídas e depois as cabeças originais foram encontradas. ;D

* Em Notre Dame também está guardada uma das maiores relíquias do Cristianismo, os fragmentos da Coroa de Espinho de Jesus. Dizem que os fragmentos dessa coroa, que Jesus usou em sua crucificação, são verdadeiros. :)
😉
*Os sinos da Notre Dame são muito famosos. (Lembremos do Quasímodo, tocador de Sinos ;D) O mais conhecido é Emmanuel e ele pesa 13 toneladaaaaaas.

*Há várias lendas e histórias exotéricas sobre Notre Dame. Dizem que em Paris, duas importantes linhas de energia magnética da Terra se cruzam. Por isso, as pessoas se sentem tão bem em Paris.

* Um dito popular lá é que "Todo mundo tem duas pátrias. O lugar onde nasceu e Paris!" Dizem que foi Hemingway quem disse isso. Mas, melhor verificar se não foi o Wood Allen. =D

* Sites exotéricos dizem que assim como os meridianos de nosso corpo, existem pontos de concentração energética no mundo. Notre Dame está bem sobre o cruzamento das duas linhas magnéticas do planeta e é o local considerado como o coração da cidade. #sensacional

*Algumas pessoas relatam se sentirem melhor fisicamente ao entrarem na Catedral. Alguns sites explicam que isso tem a ver com a Aromoterapia (incensos) e a Cromoterapia usada dentro da Catedral. As Rosáceas (Vitrais) possuem papel fundamental para isso.

* Existem várias teorias interessantes, que vão desde números áureos, maçons, cavaleiros templários até físicos quânticos. #medo hahahaha

*As famosas Gárgulas, terrivelmente assustadoras, não são pássaros! Elas são misturas de vários seres. Algumas tem cabeça de leão, o corpo de bode e o traseiro de dragão. E elas não estão ali somente para "espantar os maus espíritos". Elas foram construídas para disfarçar canos e caminhos por onde a água escoava. <3
;) <3 ;) <3
Bom, eu poderia ficar aqui escrevendo muito mais! É um lugar sensacional!!! Visitem!!! Tudo dá vontade de sair blogando.

Eu subi o quarto diário de viagem no youtube. Claro que não dá para mostrar tudo em 5 minutos. Mas, mostrei um pouco do meu dia divertido. Bora assistir e dar joinha de amor???
Só clicar no link. Ah, não deixa de comentar aqui se gostou e quais curiosidades você sabe sobre a Catedral Mais Famosa do Mundo. Eu Adoro Visitar Igrejas e vocês??






quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Desculpe o Transtorno. Vocês Dois e o Resto Do Mundo... Estão Certos!

  Olá Conectados!

 Ontem me bateu uma melancolia. Resolvi ler os dois textos tão comentados, do Gregório Duvivier e do Rafinha Bastos. Comecei pelo comovente texto do Gregório e depois li o texto engraçado do Rafinha. Você já deve saber que se tratam de visões diferentes sobre o amor e que ambos dizem o que é "Amar de Verdade".
  


 Para completar minha vibe Bridget Jones, eu estava ouvindo o "SomeWhere We Only Know" da banda inglesa, rock melancólica, Keane. Adorooo! Aliás, até sugiro que você leia a essa postagem clicando no play abaixo. Coloca aí, bem baixinho, o som e deixe se levar!



  Nas redes sociais todo mundo é doutor no amor. A internet está cheia de #AmarÉ. As definições vem acompanhadas de fotos apaixonadas, textos gigantescos, milhões de hashtags e emoticons fofos. 

 Quando alguém comum, das nossas relações, escreve textos sobre amor, eles não causam reboliço, nem bombam no Twitter. Se for começo de namoro, causa até uma risadinha maliciosa de #vergonhaalheia. 

  A gente tende a não considerar a opinião de uma pessoa comum sobre o amor.  A gente gosta é de "famoso" dizendo o que é amar. Marta Medeiros, os textos do Gregório, Rafinha, Bob Marley, Shakespeare, Napoleão?  Do Pedro Bial, então?! Ah, esse a gente gosta. Afinal, o Pedro entende muito de amor! 

 No entanto, o que faz de alguém doutor no Amor? Eu fiquei pensando sobre isso. E, em minha humilde opinião (às vezes, nem tão humilde assim), o que faz de alguém doutor no amor é amar. Essa deveria ser a única exigência para que alguém fale de amor. 

 Amar é tão comum, tão conhecido e todo mundo já amou. Sofrer por amor é mais comum ainda. Amor e sofrimento caminham meio que lado a lado. Mas, a gente busca mil razões para entender ou para justificar o amor.


  O interessante é que você pode amar, se formar em amor, se pós graduar;  e mesmo assim, não terá garantias de felicidade eterna. Isso porque tudo depende da perspectiva.

  O amor é terreno de dois, ou mais. Quando envolve mais alguém, toda a lógica é balela. Apesar do amor ser vivido com outro, o coração é lugar só seu. E esse lugar pode muitos espaços. Tem o Gregório que é feliz apenas pela chance de ter vivido um grande amor. Tem o Rafinha que diz que que amar é ficar feliz quando se chega em casa e o outro está lá. 

 Amar é ter razões diferentes das do outro para justificar o amor.

  Quem ama tem liberdade para ter razões únicas para amar. Há aquele cara que é louco pela namorada, mas tem aquele espacinho no coração que, vez ou outra, pensa com ressentimento naquela garota que passou pela sua vida. Mas, ama sua namorada.




 Também conheço aquela mulher que já fez a vida, é feliz no relacionamento atual, mas ainda é atormentada pelo "se" daquele vazio que carrega no coração, por um cara que a magoou. Porém, ama quem hoje ela tem do lado. 

 Já, uma outra amiga não consegue amar mais que 3 meses, porque ninguém é igual a um ex perfeito que a dispensou, partindo o coração dela.

 Peculiar é meu amigo que está num triângulo amoroso e me diz: "Eu vou casar com uma, mas eu amo mais a que vou deixar. Passarão 20 anos e eu ainda a amarei. " Eu até disse que aquilo era uma grande besteira. "Se você ama alguém, como pode casar com a outra?" Ele me disse convictamente que existem vários tipos de amor. 

 Quem sou eu para saber tudo sobre o amor? 
 Talvez umas poucas coisas eu saiba. O amor é diferente para todos, apesar de ser um sentimento conhecido de todos. Cada um sabe o tamanho dos espaços do coração. 

 Por que eu estou dizendo tudo isso? Porque eu quero que você saiba que vale à pena. Sei lá, talvez você não tenha caído aqui, por acaso, ou talvez você só esteja lendo porque é muito meu amigo. Como postou um amigo, essa semana, já dizia Shakespeare... "Should i stay or should i go"? Rsss

 Stay! Tudo vale à pena, se te faz feliz! 
 Pode passar vergonha no facebook postando fotos com legendas melosas, porque significa que a sua alma não é pequena. Pode dizer que encontrou seu príncipe encantado, mesmo que depois você descubra que a armadura do príncipe era só papel alumínio. Pode ser você quem se humilha e pede para voltar. Pode gostar de ficar em casa com alguém enquanto todo mundo está na balada. Pode brigar pelo lençol, ficar puto porque o outro não atende ao celular e ficar de boa depois, porque estão juntos.  Pode sim, ficar com a pessoa errada porque para você ela é a pessoa certa. Vale à pena lutar um pouco mais. 

 Melhor um coração cheio de feridas, que um coração vazio! 
Amar é essa vontade inexplicável e nada lógica de amar aquela pessoa. Se for racional demais não é amor, é apenas conveniente!

 Bom mesmo é sentir atração por outras pessoas e mesmo assim sentir muita atração por quem está ao seu lado. Legal é se encantar por pessoas novas, lá fora, e ser surpreendido novamente por quem está perto de ti.

 Não importa se terá risoto bem sucedido ou fracassado. Se vocês escreverão roteiros juntos, realizarão grandes projetos, se terão um filho ou se apenas assistirão às séries do netflix. Bom mesmo é se sentir parte de alguém.

  Importa é sentir que o mundo tem muito menos graça, longe de quem ama, e que todas as músicas tem muito mais sentido quando você pensa em alguém. Motivador é acreditar que é amor e que é do fundo do coração. As forminhas, regrinhas e padrões são chatos. Além disso, eles não vestem legal em todo mundo. 

 Gostoso é acreditar verdadeiramente que aquela pessoa é seu número. Sensacional é ter medo de perder, porque pensa que não suportaria a ausência. Incrível é ter alguém que te traga paz; ou revire a sua vida de ponta cabeça. Mas, que no final das contas você sinta: Era disso que eu precisava! 

 Gostoso é iludir-se que as suas justificativas para aquela tag #amaré, são muito mais verdadeiras que as de todo mundo. 




 .

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Olá Conectados!!!

Vamos falar de O velho e o mar? Vamos!? 


https://2.bp.blogspot.com/-9lP4qeymoC8/V9b2iIjBVuI/AAAAAAAADq8/iqU2GwW9XVgFL_PnxAd_bnEnj6CaoGEfQCLcB/s320/14328826_1087431761310175_1967834480_n.jpg

  Escrito por Ernest Hemingway, em Cuba, em 1951 e publicado em 1952. Lançado aqui no Brasil em 2005, pela editora Bertand-Brasil. Foi a última grande obra de ficção de Hemingway a ser publicada ainda durante sua vida. Com menos de 140 páginas, te leva a uma história incrível e reflexiva.

Eu comprei esse livro Na Shakespeare And Company em Paris e foi muito emocionante para mim. Pois, nessa livraria mágia ( que inclusive mostrei lá no youtube) há varias fotos do próprio Hemingway frequentando o lugar.



Ernest Hemingway foi uma figura muito importante para a literatura. Não é à toa que Hemingway foi Nobel em 1954. 



Em "The old man and the sea" Hemingway narra de forma tão limpa, direta e forte, a jornada de um velho pescador no mar, durante longos dias. 
Após mais de 80 dias sem pescar, o homem - chamado Santiago - volta ao mar na esperança que seu período de infortúnio tenha passado. 
Em seu 85º dia de trabalho sem sucesso, idas e vindas, sem pescar um único peixe, Santiago retorna ao mar confiante que ainda é capaz de voltar com algo bom. 

Ele consegue pescar peixe enormeeee. Um espadarte de aproximadamente 5 metros, maior que o próprio barco.
 Mas, a resistência do peixe arrasta o velho cada vez mais para alto mar e, a partir daí, tem início uma longa disputa entre homem x natureza.
 Santiago, já idoso, sofre pelas condições difíceis de estar no mar e com as feridas adquiridas na  luta com o peixe. 

https://1.bp.blogspot.com/-4rxHs56ADOQ/V9b2rvoy-9I/AAAAAAAADrA/WqGSXHN1wi8ryPLM6CShWFcLzh7hPa8YACLcB/s320/14341765_1087432437976774_1781526747_n.jpg

O livro apresenta uma reflexão profunda sobre a vida do pescador, dos conflitos internos em relação ao que seria certo e ou não, na relação entre homem X natureza, e a própria exclusão social que a velhice causa.
Para dar mais peso a esse romance há a presença de um menino, Manolin, que ama o #velho e o incentiva a pescar. Apesar de sua família ser contra à vontade que o menino tem de ir para o mar com Santiago, pois o consideram um "sem sorte" por seus longos dias de insucesso; o menino ama profundamente o idoso.
A essência da história está na luta pela sobrevivência do homem contra a natureza, levando a percepção de que apenas a experiência não é suficiente, que é necessário sorte e perseverança também.
Um livro belíssimo, fácil de ler e totalmente comovente, por vários aspectos. A injustiça da própria vida observada de vários ângulos, mesclada à garra e à força de vontade de quem não desiste jamais.

 
© Café da Alice - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thay Atallah.
Tecnologia do Blogger.