sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Roupas Para Enfrentar Frio e Neve! Mala de Inverno, Como preparar a mala e levar Menos Coisas?

Olá Conectados,



Você poderá gostar também de:  Galeria de fotos de roupas usadas na neve! (Clique aqui)


Eu já contei a vocês que ando com depressão pós neve? Não contei!? Aquela depressão que bate quando você volta de alguma viagem que gostou muito e fica procurando referências do lugar que foi, em tudo que vê. Bom,para entender a aventura toda dessa viagem recomendo que você leia o post anterior:  Viagem ao Chile e à Patagônia Argentina
  
Mas, como eu estava falando...



  Essa depressão existe, é serio! Estou em grupos de viagens no facebook e whats app, e as pessoas voltam falando sobre isso. Mas, o legal é que passa. E aí virão novos lugares, novas aventuras e a hora de retornar aos lugares que gostamos. E, nessa onda de neve e viagens, muitas pessoas tem vindo falar comigo sobre roupas de inverno e neve.  Por essa razão resolvi explicar tim tim por tim tim a vocês, para que viagem tranquilos e quentinhos, ok?


Vamos lá, entonces!!

 Primeira coisa que você precisa saber é se o seu destino é com neve ou se é somente muito frio. Pois, são coisas diferentes, apesar de parecidas. Por exemplo, eu já estive na Serra Gaúcha, Curitiba, Santiago no Chile, Buenos Aires e faz bastante frio. Porém, não neva. Bom, em Santiago, antes que você me odeie, tem neve! Mas, a neve não está na cidade de Santiago, a neve está nas estações de esqui, no alto das montanhas. 

 Se você for a Santiago e tiver a intenção de ver a neve, possivelmente reservará apenas 1 dia para isso, como a maioria das pessoas fazem. Mas, pode ser que você goste tanto que vá 2 dias ou pode ser que você se hospede fora da cidade, no alto das montanhas. 

 Dessa forma já definiremos se compensa comprar roupa aqui para levar ou se compensa alugar lá. Faça a seguinte pergunta a si mesmo: Quantos dias terei de contato com a neve? Se a resposta incluir mais de 3 dias, já te digo que compensa levar quase tudo. Prometo Explicar.



 Porém, ainda falando de destinos, se o seu destino for, por exemplo, Ushuaia, Bariloche, a Russia... rsss Esqueça essa historia de alugar tudo, não será tão vantajoso financeiramente e ainda te fará perder tempo procurando peças. Fora o cheirinho das coisas usadas e mal lavadas. rsss Deixe para alugar somente o impermeável, se não achar conveniente levar.





 As roupas para a neve seguem mais ou menos uma lógica que eu aprendi nos grupos de facebook sobre lugares que eu queria visitar, e pude confirmar que estava correta, quando estive frente a frente com a neve. A lógica é a seguinte: 

 Primeira Camada: (Você deve levar daqui) São as chamadas de segunda pele. Mas, não são essas que você compra de meia fina na renner ou em lojas femininas. São de material próprio para temperaturas extremas. Chamadas também de roupas térmicas. Elas mantem o calor do seu corpo e esquentam super bem. É muito importante que você tenha essas peças, até porque (as blusas) são as peças que você realmente troca, todo dia. Assim, como meias e roupas íntimas. 

 São blusas e leggings para serem usadas por baixo de outra roupa. Tanto para homem como para mulher. Servem para temperaturas frias, como Buenos Aires, Santiago, Porto Alegre, Serra Gaúcha, NY, Curitiba e para a neve. Essas peças, em minha opinião, devem ser compradas aqui no Brasil. A Melhor loja que eu encontrei para artigos assim foi a Decathlon. Ela vende tanto pela internet como nas lojas físicas, espalhadas pelo país. Dificilmente não terá algo lá e os preços são bem competitivos. Eu comprei praticamente tudo lá.  

 Os preços para blusas térmicas foram R$29,90 e R49,90 para calça. Tanto para roupa masculina como feminina.  


 Para não ficar tão confuso, deixarei, depois que finalizar o post, a lista de quantas peças levei, para 15 dias de viagem, sem que a mala não extrapolasse os 20 k permitidos pelas Aerolíneas,

 Segunda Camada ou Fleece: (Você encontra facilmente lá, porém por preço um pouco mais caro)  Esses tais de Fleeces são blusas de tecido mais grosso, tipo cobertorzinho, sabem? Eles são usados nas temperaturas muito frias. É como se eles impedissem o frio de passar. E se estiver mais de 7 graus, em movimento, eu já os considero sufocantes, rss. Em Santiago, usei somente um dia, e estava sem casaco. No entanto, em Bariloche e San Martin de los Andes usei sempre. 

 Para temperaturas de 5 a 10 graus você pode levar uma cacharrel de lã, um moletom, uma blusa de lã ou qualquer coisa que tenha em casa para servir de segunda camada, que é essa que vai por baixo do casaco. Isso vai depender da "potência" do seu casaco. No entanto, se tiver um bom fleece, a lã será desnecessária e será possível usar um casaco mais fino. Isso facilitará o seu movimento e o tamanho de sua mala. 

 Comprei duas peças na decathlon. Os preços foram: R 29,90 e R$49,90. Agora já devem ter entrado em promoção. Corra! =D




 Terceira Camada: (Para mais de 3 dias leve, menos de 3 dias alugue lá) Essa camada se refere ao casaco e  calça, impermeáveis. Estar em contato com a neve requer roupa impermeável. Não se esqueça de que neve é água e por isso molha.  Aqui, tem um detalhe grande: Se você, como eu, NÃO comprar um bom casaco quente e que seja totalmente impermeável, (geralmente eles são caros ), você necessitará de um fleece bem bacana (como os que sugeri) para usar somente corta vento ou impermeável leve. Foi o que eu fiz. Explico: 

 Em movimento, usei somente o bom fleece com o corta vento leve. Em repouso, usei fleece, casaco comum e o corta vento. Fique tranquilo que mostrarei tudo em fotos no próximo post, clicando aqui. O fato é que eu não precisei investir num "super" casaco tendo o corta vento e o fleece.



 Eu não quis comprar um "casaco de neve"  mega power porque não achei que fosse usar novamente no Brasil, e porque não queria passar calor me movimentando. E acreditem, brincar ou fazer trilhas, mesmo na neve calor. 

 Geralmente eles são grossos, pesados e caros. Ou, se são quentes e finos, mais caros ainda.  A solução que encontrei foi comprar um fininho similar ao modelo da foto acima. Uma espécie de corta vento, muito leve e que dobrado não ocupa espaço nenhum.  Quando eu digo muito leve, estou dizendo muitooo leve! 

 Mesmo sendo levinho ele não deixa o vento passar, nem água e, eu diria, nem o frio. 




 Agora peço que observem a foto acima. Dá para perceber que é em um momento de neve caindo, temperatura entre menos 7 a menos 10 graus, e com o corpo em repouso? Ou seja, frio pacassss! 

 Nesse momento eu estava com as camadas 1+ o fleece + o meu casaco quentinho (da foto esquiando acima) + o meu corta vento salvador (calça e blusa).

 Sobre esse casaco quentinho: Você precisa levar um casaco quente obviamente, tanto para neve como para os lugares muito frios. O tecido do casaco de "surrar", ou seja que não é para fazer um look fashionista, deve ser desses tipo lona. 

  Esse da foto esquiando, por exemplo, foi comprado em loja popular. É possível achar em várias lojas, como Marisa, Renner, C&A, 25 de março e por aí vai. São esses casacos fofinhos de tecido tipo lona e que já são uma espécie de semi impermeável. O que é super útil tanto para os lugares frios, pois são forradinhos e para lugares com neve, já que são semi impermeáveis.




  Claro que as pessoas sentem frio de maneira diferente. Enquanto eu estava com camada 1, camada 2, camada 3 (casaco) e corta vento; o Marcelo, usou somente o corta vento por cima do fleece, em muitos momentos. Comprar um bom fleece, como o que recomendei, é vida! 

 Entao, entendam: É um infinito... Põe o casaco, tira o casaco.. .Põe o casaco, tira o casaco... Conselho, carregue uma mochilinha.

 Sobre os preços dessa camada 3: Como compramos tudo igual, masculino e feminino dos mesmos materiais, os preços foram: Calça: 69,90 e Casaco leve: 59,90. 

  Sobre essas peças impermeáveis, fundamentais: Vale à pena comprar ou é melhor alugar? Mais de 2 dias de neve e por esses preços é bem melhor comprar aqui, porque além de não ocuparem espaço na mala, são uteis também para a chuva, em qualquer lugar e hora do dia. 

 Por exemplo, em Bariloche, usei quando caminhava pelo centro também. Deixava dentro da bolsa e se começasse a chover, colocava por cima da roupa. Não se preocupe muito com o look, rss Você verá que na Patagônia, as pessoas pensam muito mais em conforto que beleza. Mas, se você é fashionista, não se preocupe, use os na hora da emergência quando chover ou nevar. Poderá colocar por cima do look depois que já fez as fotos, rss.
 


 E falando em look, eu levei o corta vento, como explicado, e somente dois casacos para 15 dias, um preto e um bege. Eu só variava cachecol e touca. Esses tipo de peça compensa comprar tanto no Chile como na Argentina. Há variedade de toucas, chapéus e bons preços, basta procurar. Mas, eu levei uma dupla para me garantir de não passar frio na orelha e pescoço. 

 Isso também me faz lembrar de que eu comprei um protetor de orelha lá em Santiago. Super válido para qualquer lugar frio. Dor de ouvido por Friagem, ninguém merece! 

 Quanto aos looks, já que usei somente os 2 casacos a viagem toda. Era meio que um uniforme: Legging, Segunda Pele, Fleece e Casaco. Se eu estava em contato com a neve ou chuva, dale calça e casaco impermeável por cima da roupa. Vou mostrar fotos de como funciona,  na galeria de imagens, ok?


 Quanto ao sapato. se você vai para um lugar com muitas trilhas, caminhadas, lama, chuva ou neve, precisará ter um sapato próprio. Mas, se o seu caso é ir a uma estação de esqui em um único dia, você pode alugar um sapato. Tudo bem que tem aquele risco de ter um chulézinho básico ou pegar um fungo, rsss! Brincadeira, mas se você for usar somente um dia o sapato na neve, bobagem comprar uma bota própria. 
 Ah, e se for esquiar, não se preocupe, pois a bota de esqui é própria para esqui e será locada junto com o equipamento de esqui. A sua atenção deverá ser quanto à meia própria para a neve.  Isso é muito importante! Eu também comprei duas meias próprias na decathlon. Preço: R19,00 Porém, em Bariloche é bem fácil de encontrar.

 Brincar na neve faz a gente suar muito. E muitas pessoas relatam estarem com os pés molhados, mas não sabem que a água está de dentro para fora e não o contrário. A gente transpira tanto brincando, que inclusive, em várias oportunidades eu usava somente a camada 1 e o impermeável fino, sem o fleece, de tanto que passava calor brincando ou esquiando. 



 Agora, se você, terá muito contato com a neve, vários dias de estação, trilhas, umidade na cidade e possibilidade de neve nas ruas; você deve investir em sapato próprio. Alugar sapato e roupa todos os dias será inviável.

 Ha boas botas próprias e com bons preços. Eu paguei R$ 199,00 na minha e super recomendo. Atolei meu pé na neve várias vezes, em poças de lama, na chuva e não entrou água. Também comprada na Decathlon. Existem lá mesmo e na internet modelos mais baratos. Lembrando que essa é uma bota para neve, portanto super quente. Se for para usá-la em trilhas no verão não é recomendada.

 Meninas, esqueçam sapatilhas, botas sofisticadas, coturnos e coisas que podem passar água pela língua ou buracos do cadarço. Molhar o pé na neve, é pedir para ter hipotermia e estragar toda a viagem. Se o seu contato for só com o frio e não com o gelo, pode abusar das botas confortáveis, desde que com meia de lã ou meias próprias pra temperaturas baixas. 

 E sobre hipotermia, ela geralmente começa nas extremidades. Então, luva se faz extremamente necessário. Leve uma luva de frio, normal para aquecer suas mãos e quanto à luva para brincar na neve, você pode comprar aqui, como eu, já sabem onde, rs! No entanto, é bem fácil de encontrar no Chile ou na Argentina. Tanto em Santiago ou na Patagônia vi luvas de neve sendo vendidas no centro, em várias lojas, por R$30,00. Praticamente, o mesmo preço daqui. 

 Eu usava a de neve por cima da minha luva touch que comprei aqui também. A  luva de "pegar na neve" limita um pouco os movimentos, e há horas que você quer tirá-la. Mas, tirá-la e ficar de mão pelada é muitoooo dolorido, por isso eu usava duas. 

 Bom, acho que esse é o maior post que já fiz, aqui no blog, OMG! No entanto, penso que tentei falar de tudo que é importante, pode parecer assustador, mas não é. Vejam abaixo a lista dos itens da minha mala.

 Se tiverem alguma dúvida, não deixem de me escrever. Sempre respondo a todos os emails e todos os comentários em todas as redes sociais, que estão todas mencionadas aqui no blog. Devo gravar um vídeo brevemente mostrando certinho essas roupas todas. Por isso, te convido a voltar aqui nos próximos dias. =)


 Se você quiser ver a galeria de fotos com as roupas que usei lá e inclusive o passo a passo para se "montar" para a neve, clique aqui.

 Obrigada pela visita e espero que esse artigo tenha sido útil. Abaixo deixo a minha lista de coisas. Beijos e me siga nas redes sociais: @gui_da1up. 

Galeria de fotos das roupas usadas, clique aqui: Fotos

Mala Gui para Santiago no Chile e Patagônia Argentina

1 calça jeans
3 leggings
3 leggings do tipo camada 1 (para usar por baixo)
5 blusas do tipo camada 1 (para usar por baixo)
6 meias 
2 meias próprias para neve.
1 casaco quentinho para circular na cidade
1 casaco de tecido tipo lona para "surrar" nas áreas úmidas
2 fleeces (camada 2)
2 gola altas de lã (tipo camada 2)
1 calça  impermeável super fina (para usar por cima da calça)
1 jaqueta  impermeável super fina (para usar por cima do casaco ou fleece, na neve ou chuva) (Veja a explicação acima)
1 luva própria para neve
1 luva para frio
02 toucas de lã
01 touca de neve (tecido tipo lona e com protetor de orelha) Dá para comprar facilmente lá
01 vestido de lã e 01 saia de lã (para jantar em algum lugar)
03 cachecóis 
01 bota de preta de couro, cano médio para sair
01 bota  quentinha, cano baixo para caminhar e turistar
01 bota impermeável própria pra neve
01 Chinelo
Protetor Solar
Bepantol Hidratante lábios e pele
Soro fisiológico para lavar o nariz e olhos (Santiago Chile)
Óculos de Sol








8 comentários:

  1. Gui... excelente dicas. Usei todas as camadas e ainda senti frio, o maior problema foi o vento congelante, proteger o rosto é essencial, senti a ponta dos dedos dos pés frios! Acho que faltou uma meia mais poderosa. Sofri com o vento frio do atacama na altitude. Então fica a dica! atenção extra para os pés e rosto.

    ResponderExcluir
  2. Nossa... Super dicas :)
    Deu vontadinha de ir viajar!!!
    Bjos Gui

    ResponderExcluir
  3. Já comprei todas as camadas lá na Decatlhon, achei os preços bem em conta. Mas estão fazendo "terrorismo" comigo, rs. Duas colegas que trabalham com meu esposo falaram que essas camadas não adiantam e que foram para Ushuaia e passaram muito frio (temperatura -6°C aproximadamente).

    ResponderExcluir
  4. Oi Tatiane!

    Eu peguei temperaturas mais negativas e não passei frio. Porém, usei as 3 camadas juntas. E quando você está se movimentando passa até calor. Por exemplo, caminhar e esquiar dão muitooo calor. Se você assistir aos vídeos verá que tirei o fleece. Pois, o fleece que é a camada 2 é o que realmente esquenta. Você tem que comprar um bom fleece.

    Porém, tem gente que sente mais frio mesmo. Eu usei 2 meias.. a meia própria pra neve e uma outra ainda. E minha bota era de pelo dentro. O Marcelo já usou uma meia só. Porque eu me considero mais "friorenta". Ah, e dentro dos lugares há calefação. Então, é só na rua mesmo.

    Te recomendo a fazer parte do grupo do facebook Mochilão Patagônia. Há muitos amigos meus lá e eles podem te ajudar também. Compre as 3 camadas aqui. E se achar q ainda sente frio, lá você terá infinitas opções de blusões simplões para colocar por baixo do casaco.

    Espero que me conte tudo depois! Beijosss

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada pelas dicas!!! Eu comprei a bota igualzinha a esta sua na Decathon, acho que foi R$250,00, aproveitei uma promoção de bônus em triplo do cartão de crédito do meu esposo e comprei já algumas coisas, rs. Adorei o cadarço lilás amo esta cor, (acho que foi plagiar, kkkk).
    Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Realmente eu usei uma segunda pele fininha que não era térmica e o fleece lá em Campos do Jordão peguei entre 7 e 8°c aproximadamente e não senti frio algum. Mas temperatura abaixo de 0°C ainda não peguei. Fico meio apreensiva porque estou com criança. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Realmente existem vários tipos de fleece. E lembre se q além dele você estará com o casaco impermeável ou casaco e corta vento. Isso aumentará muito o aquecimento. Porém, lá vc tem a opçao de comprar um lã para colocar por cima do fleece caso ache necessário. Mas, acho que não.. me conte depois, rsss

    Quanto à criança, eles sentem menos frio que a gente por não pararem quietos. Eles se amarram na neve e se movimentam demais! =) Quero saber tudo depois! Por favor, volte pra me contar! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, cheguei através do youtube e amei o blog.
    Fiquei em dúvida quanto à terceira camada... estou procurando calça e casaco impermeável / corta vento, mas não acho nenhum legal. Todos parecem aqueles conjuntos de motoboy (horrorosos), ou são muito caros. Onde vc comprou o seu? Foi na decathon também? Me dê indicações, por favorrrr!!!
    Beijo e obrigada :D

    ResponderExcluir

 
© Histórias de uma Coffebooklover - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thay Atallah.
Tecnologia do Blogger.