sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Vlog Curitiba - Lugares que Dão UP

Oiii genteeeee!

Liberei um vídeo no canal do youtube vlogando um pouquinho de Curitiba. Obviamente que o vlog não é tão grande para caber Curitiba Linda e um final de semana inteiro. 

Porém, estou sempre em Curitiba e vlogarei muitos lugares bacanérrimos de lá em outros vídeos, em breve.

Estou bem mais empolgada de fazer meus vlogs, pois descobri porque nós youtubers amamos, tanto, vlogs. Amamos porque é vida real. Não precisa ter super edição e nem frescura, porque é a vida como ela é. E todo mundo gosta de ser expectador de algo legal e real. =)


Vou deixar o link aqui é só clicar, ou copiar e colar o endereço abaixo:

 https://www.youtube.com/watch?v=CTj1ihaRgDk


Para ver o vídeo cliqueaqui

Não deixem de se inscrever no canal. Se gostarem cliquem no joinha ou falem comigo, pois é muito importante para eu saber se curtiram.

E no final de semana contarei aqui no blog detalhes muito bacanas sobre os lugares UPs que conheci lá:  Piegel e a New York Café 


Por hoje é só! =)

Me adicione aqui no blog ou ali no instagram, na fanpage e no youtube.




Um excelente final de semana!
Beijossssss
Gui



quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

O perigo dessas pestes chamadas de Barata! Isso não Dá UP!

Genteeeeee,

Eu sempre falo sobre o que penso que Dá Um Up em nossas vidas. Mas, hoje vim falar de algo asquerosooooo: Baratas!

Calma, não precisa sair correndo e nunca mais voltar aqui, eu explico! Lembram se de que eu falei que estava fazendo mudança e reforma? Acontece que foi construída uma casa gigante atrás da minha humilde residencia, que afetou toda  a estrutura da minha casa. Com isso, o ralo do banheiro cedeu. O chão cedeu de tanta estaca que bateram lá atrás acabou puxando terra do solo. Fora o problema de tentar me entender civilizadamente com o proprietário de trás, para resolver isso, percebi um ninho de baratas lá no ralo!

Uiiiii que nojoooooooooooooooo! Desinfetei, dedetizei... mas, vim procurar informações no google sobre essa peste chamada Barata. Eis, que encontrei essa matéria da Revista Super Interessante. Fiquei tão chocada que vou dar um Control V para que vocês mesmo possam ler. Deixo o link aqui para olharem lá no blog da Super.
 E o que isso Dá um Up na sua vida? Bom, penso que toda informação como essa é Utilidade pública. Se você aceitar minhas desculpas por falar de um assunto tão nojento, continue aqui.

Vejam esse trecho e imaginem o que vem: " Elas podem roer os seus lábios enquanto você dorme "... Senhor Jesus, Misericórida!!!


"Se você se gaba por ser capaz de ficar tranquilo sabendo que há uma barata asquerosa em sua casa, saiba que isso não deve ser motivo de orgulho, não. A gente listou oito razões para temer (e/ou admirar, vai saber) esses pequenos monstros e não deixar que eles saiam impunes.
As baratas caseiras não têm nenhum papel na cadeia ecológica: são só pestes, mesmoNão precisa ter dó de dar aquela chinelada: aqueles monstrengos que vez ou outra aparecem na sua casa para comer restos de comida e disseminar o pânico não têm nenhuma função nobre no equilíbrio da natureza – são só uma praga, e ainda carregam doenças. Mas as que vivem na natureza são importantes, já que contribuem para a reciclagem do material orgânico e servem de alimento para vários predadores.
Barata andando pela casa durante o dia não é bom sinalAs baratas não dormem, mas sabem que é hora de se recolher quando percebem a claridade e só saem quando escurece. Dentro das casas, a hora de ficar quieta no seu canto é enquanto o homem está ativo, oferecendo mais riscos a ela. Então, se você tiver um infeliz encontro diurno com o bicho, fique atento. Baratas em atividade durante o dia indicam que a população está muito alta e não há esconderijos para todas.
Elas têm pelinhos no traseiro que lhes dão informações detalhadas sobre o inimigoVocê que já tentou matá-las sabe: o bicho é rápido e tem um baita reflexo. Isso se deve em boa parte a dois pelinhos que a barata tem no traseiro, chamados cercis. Eles são capazes de perceber movimentos sutis do ar e lhe permitem obter informações sobre possíveis ameaças, como localização, tamanho e velocidade. Além disso, elas enxergam muito bem, mesmo quando não há luz, e seus ouvidos são capazes de detectar até os passos de outra barata.
Elas podem roer os seus lábios enquanto você dorme – e deixam ali microrganismos que causam doenças
Esta é para você nunca mais dormir tranquilamente: as baratas têm o hábito horroroso de roer os lábios das pessoas durante o sono para pegar partículas de alimentos. Isso é ainda pior se considerarmos que os bichos podem carregar a bactéria da peste, da febre tifóide, da cólera, o vírus da poliomielite, de um tipo de herpes e ainda podem transmitir vários tipos de conjuntivite. Escova de dente, para que te quero!
Elas têm uma capacidade incrível de se multiplicar e os ovos vingam mesmo quando a mãe morre
Sabe aquela gosma branca nojenta que explode quando você esmaga a barata? Aquilo é gordura e contém as reservas de nutrientes que vão alimentar as células do inseto quando faltar comida. Ali também existem algumas dezenas de ovos, que podem vingar mesmo depois que a mãe morre. A capacidade de reprodução das baratas é incrível: em 150 dias de vida, uma única fêmea consegue botar cerca de 320 baratinhas no mundo.
As baratas conseguem viver vários dias sem cabeça (!)Além de conseguir ficar até um mês sem se alimentar, o inseto ainda é capaz de sobreviver por vários dias sem a cabeça. É que suas principais estruturas vitais ficam espalhadas pelo abdômen e, nesses casos, um gânglio nervoso no tórax passa a coordenar os seus movimentos, permitindo que fujam das ameaças. Como seu corpo tem um revestimento de células sensíveis à luz, ela ainda pode localizar e correr para as sombras. Qual a forma mais eficaz de matá-las, então? Anote: aerossóis e outros produtos na forma líquida são eficientes contra a barata de esgoto (Periplaneta americana); para matar a barata de cozinha (Blattella germanica), as formulações gel são as mais indicadas.
Para fugir delas, só correndo para as calotas polaresApenas 1% das mais de 4 mil espécies são caseiras. As outras vivem na natureza, e são tão danadas que conseguem viver em quase todos os ambientes naturais, de desertos a florestas tropicais. A sua grande barreira ecológica é o frio intenso, mas nem adianta fugir para a Noruega ou a Finlândia: elas aparecerão em versões minúsculas e vão querer se aquecer no quentinho da sua casa nórdica. A única solução é correr para as calotas polares.
Fontes: Marcos Roberto Potenza, pesquisador do Instituto Biológico de São Paulo; Revista Mundo Estranho; Revista Superinteressante.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Balneário Camboriú e sua gastronomia! Restaurante Chez Viktor

Oiiii genteeeeeeeeeeeee!

Estou de volta!!

Ainda não terminei a mudança e a mini reforma, mas já dá para me sentar em frente ao computador. Ufa! 

Tem muita coisa para ser contada, mas vou tentar começar pelo mais recente. À medida que for me organizando coloco tudo aqui.


Sábado passado, estava procurando um lugar para almoçar entre a Av. Brasil e Terceira Avenida, na região mais Sul de Balneário Camboriu. Eu gosto muito de fugir dos turísticos e procurar lugares alternativos. Balneário é mesmo surpreendente, pois sempre percebo locais novos e com algo diferente.



Caminhando pela Rua 3300 encontrei o Chez Vicktor. O lugar me pareceu tão interessante, que mesmo sem ver o menu fui logo entrando. Aberto em 2014, eu ainda não havia ouvido comentários. Entrei pela aparência, pelo layout do
ambiente.







Antes de mais nada, já peço desculpas pelas fotos nada profissionais. Como sempre, quando encontro algum lugar, por acaso, estou somente com meu humilde celular. 

Butttt.... O lugar é muito atraente. Na entrada, um deck bem bacana convida a uma refeição ao ar livre. Gostoso para observar o movimento da rua. E, diga -se de passagem, que a rua é fofa. Ao lado tem o Passeio San Miguel, um boulevard lindo. Lá, estão a pizza deck, a Kombina Feliche e outros. E quase na frente temos uma Charmosa Creparia. Um ponto gastronômico bem interessante da cidade.





O bistrô é lindo! A decoração é contemporânea, mas conta com toques clássicos. As paredes em tons de chumbo e o teto, todo projetado com placas e luminárias, realmente me chamaram atenção. No entanto, o que mais me encantou foi a tela grande, com moldura dourada reproduzindo um momento de descontração de 3 monges ou franciscanos. Aquele que aparece tocando violão é o pai do Chef. Apaixonante aquela tela! ;)



Foto - Instagram - Gui_da1up

Ah, o lugar tem um piano. Não perguntei se o piano é aberto às canjinhas dos clientes, rss Mas, lugares com piano sempre ganham um ponto a mais comigo.




A inspiração do buffet  é francesa, mas eles adaptaram ao gosto Brasileiro. Obviamente que não tem aquela fartura de carnes e massas dos buffets a quilo visto por aí. Porém, nós Brazucas temos que parar  de querer misturar um milhão de pratos. O cardápio é mais enxuto que a self- service, contudo mais rico. Rico no sentido que os nossos hermanos usam no Espanhol, pra dizer que algo é muito gostoso.










São diversos tipos de pratos, mas não parecem querer te tapear como em alguns lugares de buffet, com 4 tipos de macarrões ou 5 cortes diferentes da mesma carne, para que 1 milhão de travessas fiquem expostas. Dá pra entender? Rsss Eu diria que o menu me parece mais saudável, elegante e muito bem feito. 

O preço é um pouco mais alto porque a qualidade dos pratos também é alta. Em torno de R$ 60,00 o quilo. No sábado havia feijoada, frango grelhado, um peixe adorável e muitas outras delicias. Além de sobremesas divinas como cortesia. =D
Foto - Reprodução Facebook Chez Viktor


Como eu contei, fui na hora do almoço. Mas, o bistrô, à noite, trabalha com a la carte. Quero visitá-los já que a iluminação me parece dar um clima todo especial à noite. Com aquele piano, é esperar por um belo prato e boa música, num ambiente sofisticado e atrativo.


Amanhã eu volto! Bjss


quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Mudança, Reforma, DIY, Faça Você Mesma

Oiii genteeee.....

Hoje, eu vim aqui contar que estou de mudança. Na verdade, estou voltando para a minha casa que encontrava-se alugada. E como mudança de imóvel quase sempre traz caos, estou vivendo um tempo de Marquês do Sapucaí, no dia seguinte ao Carnaval.

 A minha casa que é velhinha  exige muitos cuidados. Realmente é bem trabalhoso morar em casas antigas e em locais úmidos. Você tem que limpar toda semana o mofo para que ele não se alastre. Tem que arrastar móveis, passar água sanitária e secar. Outro problema lá em casa é que o teto tem uma parte alta. É preciso subir uma escadinha ou improvisar um andaimezinho para varrer o teto semanalmente, para que as aranhas não tomem conta. Aiinn My God... Tá Freud!!

Porém, toda crise traz uma oportunidade. E em meio à toda bagunça e sujeira, típica da mudança, estou descobrindo diversas coisas, relacionadas à construção e manutenção, que nós mesmos (meros mortais) podemos resolver.

Quando o mofo tomou conta... geralmente não adianta só pintar por cima. É preciso tirar a tinta, a massa corrida e ás vezes até o reboco. Claro que o legal é contratar um pedreiro. Mas, se você não conseguir um, por n motivos, e precisar de apenas "pequenos" reparos, faça você mesma! Aham, Do IT Yourself! Faça por sua conta.

Calma, minha filha, não torça o nariz. Hoje em dia, Graças a Deus, temos o DR. Google e o Professor Youtube. Tudo se encontra lá. E eu também estou aprendendo. Como estou testando algumas formas de amenizar meus problemas domésticos, terei muitas novidades para vocês aqui no blog. Não consigo gravar e postar foto em tempo real, mas farei um vídeo com dicas nas próximas semanas.

Por enquanto é isso, vim só contar o motivo do meu sumiço, pois ontem veio a notificação que o blog teve 3 mil visitas durante esse mês. E eu: Como assim?!? Quem são vocês, pessoas!? Falem Comigo, please!!
Estou bem contente com isso. Pois, gradativamente, só cresce. Não sei por quais motivos as pessoas aparecem aqui, mas se continuam... eu preciso continuar também! =D

Então, meus amados, um beijo no coraçãozinho de vocês e fiquem ligadinhos no meu instagram e na fanpage para acompanharem nesse período de loucura!
Não tem pedreiro? Segura na mão de Deus e vai! =D



quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Final de Semana Básico em Balneário Camboriú - Alguns Bons Lugares para Comer

Oiiii genteeeee!

Passado o momento desabafo do post anterior, estou novamente  aqui, motivada e feliz, para dividir com vocês algumas boas dicas sobre nossa querida BC.

Um dos motivos de minha motivação é que pelos meus grupos de "travelleiros" de WhatsApp acabei conhecendo gente muito bacana, que vive me pedindo dicas do litoral de SC.

Então, vamos lá, parar de mi mi mi. Na verdade, quero fazer uma campanha contra o Mi Mi Mi (essa coisa de perder tempo se queixando ou criticando o outro). Vamos mostrar mais sobre o lado bom da vida, com alguns arranhões, mas passando incólume aos comentários dozinimigos.  Sem mais blá blá blá... Nessa minha intenção de mostrar lugares, nos grupos, pensei em montar um VLOG com algum material que filmei e foi pro WhatsApp.

Porém, mesmo com boa intenção, não consegui mostrar tudo o que frequentei no findi e muito menos criar uma edição de vlog que se estendesse além dos meus grupos de whats. Faltava me o pau de selfie, eu sei que esse gadjet é polêmico. Mas, para quem tem intenção de mostrar o lugar e não só a "si próprio", faz uma diferença enorme. Faltava me a câmera, porque na maioria do tempo eu estava com o celular e o danado acabou a bateria.  Mais que isso, faltava me o profissionalismo dos vlogueiros veterânos que sabem onde sentar, onde bate mais luz,  sabem falar próximo ao microfone do aparelho e, principalmente, como editar.

Dessa forma, assumo a culpa, por possíveis erros. No entanto, prometo melhorar! De qualquer modo deixarei o vídeo aqui, abaixo do post, para vocês comprovarem tudo o que digo. 

Em relação aos lugares, nesse final de semana do vlog, citarei alguns que estive e recomendo. Creio que um post sobre todos esses locais ficaria bem grande. Então, vamos por partes e começaremos, por razões obvias (que só Freud explica), pela Cafeteria. =D

La Villa Café





A cafeteria é um daqueles achados da cidade. Sua localização, na 2450 - nº 310, certamente, já mereceria mais 3 pontos na avaliação. No centro, porém foge daquela rota turística sempre aglomerada. Você pode ir a pé, porque Balnéario Camboriu é uma ótima cidade para ser descoberta a pé. Porém, se for de carro encontrará vaga, sem maiores transtornos, nas proximidades.





O lugar tem uma decoração e proposta toda diferente. Mistura arquitetura contemporânea intimista com arte. São detalhes nas mesas, nas cadeiras e em todo ambiente. O lugar tem um piano! Pensa!?  Esse, disponível para shows e para os clientes que quiserem dar uma "canjinha", segundo me garantiu o Fabrício, gerente do lugar. As apresentações dão aquele UP, pois vão desde o piano clássico até o bom e velho rock and rooll de Beatles ou Pink Floyd! Por essa afirmação, faça seu julgamento! =D



Foto da Fanpage da casa, em um dia de apresentação.

Ao chegar lá, após diversas recomendações de amigos, eu queria matar a curiosidade e fotografar igual louca. Mas, como a casa tem aquele clima meio escurinho, as poucas fotos, enquanto existia vida no meu celular, não conseguiram mostrar o quanto a cafeteria é bonita e aconchegante.  Irei de dia só para fotografar melhor, rsss




Foto La Villa Café - Google - Reprodução



Todos os lugares que eu frequento e que valem minha indicação no instagram ou na fanpage, são lugares onde encontro 3 coisas: ambiente agradável, comida bacana e atendimento diferenciado. 
Fiz, sem intenção, o teste da qualidade do atendimento. Eu explico. Estávamos em 4 pessoas, chegamos perto do horário de fechar, trocamos de mesa 2 vezes (porque as mulheres queriam sentar no lugar mais fofo) e eramos novatos, não conhecíamos a casa. Imagine quantas perguntas fizemos sobre o menu, sobre o lugar, sobre o que vem ou não em cada prato. Só Nossa Senhora Aparecida dos Garçons na causa! Mesmo assim, fomos super bem tratados.


Eu só falei ao Fabrício, quem nos atendeu, que tinha um blog de dicas, na hora de pagar a conta. Ainda fomos agraciados, antes da chegada de nossos pratos, com uma deliciosa soda italiana para dividirmos em grupo. Achei muito descontraído e gentil. 

Todos pedimos cafés gelados variados, e é bom que se fale: a casa tem uma proposta variada e internacional para os cafés. Muito legal! Para comer, fomos de piadina. Tendência gastronômica de 2015. A Piadina trata-se de uma massa fininha, que lembra uma quesadilla mexicana ou um crepe. 

Mas, dizem que há quem chame de pão de frigideira.  A massa é bem fininha e crocante. Os recheios são os mais variados. No vídeo eu as mostro. É bem leve e saudável. 


Piadinas Variadas - Foto Google - Reprodução.


 Então, se estiver em Balneário Camboriu e quiser um lugar incomum para comer: Vá de La Villa Café! Ah, e detalhe importante: Preços super justos. Sofisticado e com preço legal, tem como não amar?!  
 Contudo, nesse final de semana do vlog, como verão no vídeo, estive em outros lugares bem bacanas e que serão assuntos de próximos posts. Mas, se quiser alguma dica, pode me enviar email. Tem muita coisa legal em BC, que foge do "pega turista" e tenho imenso prazer em indicá-las. Ficamos aqui, por hoje. Um beijo e aproveite seu dia!


                             Vídeo (Vlog sobre um final de semana em BC)
                                            Clique aqui:



Se você gostou dessa dica não deixe de se comunicar conosco, clicando aqui embaixo. =)


terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Das Cafeterias que frequento e essa minha doença...

Oiii genteeeeee!

Ontem uma pessoa, que pouco conheço, me perguntou: "Mas, por que você gosta tanto de padaria? Será que é algum trauma, você tem que se cuidar! Anda com pensamentos de gordo!"

Eu: " Oi?!?.....!#?#!??#!?!? "

Confesso que na hora fiquei meio chocada e não soube o que responder. Mas, o que tem de errado em eu gostar tanto desses lugares? Sim, aquela pergunta me causou uma sensação bem estranha. Primeiro pensei em fazer exame para Diabetes, depois pensei em me pesar e, passados alguns minutos, comecei a analisar, com meus poucos conhecimentos freudianos, se a palavra "trauma" se encaixava.


Ilustração "Tão Eu" - Google - Reprodução.

Eu criei o blog para falar daquilo que eu achava que dava um UP na vida. Pensava em compartilhar minhas soluções criativas para facilitar a rotina, gravar minhas receitas de microondas, mostrar minhas gambiarras para resolver pequenos problemas do dia dia. Sei lá! Após passar por uma fase bem difícil e  conseguir "Dar um UP" no que parecia não solucionável. Pensei que fosse hora de escrever um livro! Estou brincando, rss Ou não! =D

 Mas, decidi que era hora de catalogar algumas experiencias e a melhor forma seria anotando e compartilhando-as. 

 Bom, nesse meio tempo, acabei percebendo entre as coisas que me dão prazer está: conhecer lugares novos. Especificamente: Cafeterias, Confeitarias, Casas de Chá e Docerias. Por quê? Hoje, eu ainda não tenho a resposta, mas tenho uma leve ideia. Em torno de uma mesa de brunch estão sempre as cores, os aromas, a alegria, a fartura e, deliciosamente, o campo infinito das possibilidades. 

 A possibilidade de se estar só e curtir a própria companhia. Não adianta! Passar bastante tempo sentado à mesa de um restaurante, sozinho, pode ser constrangedor. Eu tenho a impressão que tenho que desocupar logo, "dar área", se estiver sozinha. Em uma cafeteria posso sentar e ficar lá, por muito tempo. Essa ideia me agrada, é algum trauma? Só o pessoal do campo da psicologia poderá me dizer.
  
 E sobre dividir um agradável cupcake com alguém que a gente goste? Ah, a possibilidade de aquecer o coração num dia frio com uma caneca de chocolate quente, mesmo que sozinho. E o poder curativo do desânimo que uma simples xícara de café  exerce, naqueles 5 minutos de pausa, na padoca ao lado do trabalho?
  Claro que tem também a possibilidade de ler um livro, que a própria casa ofereça, quando você não levou o seu. Você pega um ali emprestado e pode ocupar uma mesa por tempos, sem ser incomodado.
 Contudo, o melhor é conhecer gente. Gente que também pertence a esse grupo dos "cafeteriomaníacos", ou poder trocar um dedinho de conversa com o garçom. Descobrir coisas incríveis! 
 Ah, tá! Tem a decoração desses lugares também. Eles, quando são bons, conseguem reunir, cores, luzes, comida, agradáveis sabores, boa companhia (nem que seja a nossa) e decorações que geralmente remetem aconchego!

 Dessa forma não sei qual o meu problema, mas quero dizer que não estou a fim de ser curada! Ah, e quanto ao blog, quero dizer que é obvio que eu continuarei falando aqui de tudo aquilo que dá Um UP. Mas, venho te fazer um pedido: Não estranhe se os posts das cafeterias, docerias, confeitarias, delicatesses e todos esses lugares, prazerosos, tomarem conta desse blog. Sintam à vontade para desfrutarem comigo ou sugerirem outro vício.
 
© Café da Alice - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thay Atallah.
Tecnologia do Blogger.